Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



É a terceira vez que tento escrever alguma coisa sobre o tema da atualidade... miúdos selvagens. Fico sempre sem conseguir escrever alguma coisa de jeito. Também não quero chamar nomes a ninguém até porque só me apetece... sei lá o quê.

No primeiro caso, vi 4 minutos do vídeo... não aguentei ver mais, fiquei mal disposta. Depois de ser mãe, estas merdas injustiças mexem ainda mais comigo.

No segundo caso, ainda mais grave. Não consigo, nem quero imaginar aquela mãe que ficou sem o filho daquela maneira.

Não consigo perceber. Porquê? O que é que falha na educação... na educação não, porque nem sempre os pais têm culpa de tudo... o que falha na cabeça destes miúdos? Um parafuso? Falta de palmadas no rabo castigos na altura certa? Mania da superioridade? Concordo com este psiquiatra: não existe justificação possível. Não pode haver.

Tenho medo. Ainda faltam uns anos, mas tenho medo de tirar a asa de cima do meu passarinho.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Este foi um dos meus primeiros posts.

Hoje venho confessar que desisto!!! Atualmente as unhas só ficam boas durante uma semana! O verniz começa a estalar depois disso. Ora, eu não estou para estar a gastar dinheiro para andar com as unhas boas apenas durante uma semana.

Mais uma lição de que nunca se deve dizer nunca... em tempos, eu dizia que nunca iria colocar unhas de gel... pois que já tenho marcação. Rendo-me.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Na aula de natação de sábado, a professora perguntou ao pai quantos anos tem o filho. O pai disse que ele faz 3 anos daqui a uns meses. Virou-se a professora: "ah então ele no próximo ano letivo já vai para a outra turma."

Ela que fizesse esta conversa comigo que eu não respondia por mim... desde quando é que ele está preparado para ir sozinho para dentro de uma piscina?! Sem a mãe ou o pai?!?!

Tradução: acha que a mãe está preparada??????????

(diz que as duas ou três primeiras aulas, um dos pais ainda vai... e depois???)

ai minha nossa!

3 coisas para as quais esta mãe não está preparada:

  1. ver o filho doente
  2. ver o filho a sofrer
  3. ver o filho a crescer depressa!!!

Caraças.

Autoria e outros dados (tags, etc)

um dia sem

16.03.15

Existem vários "dia sem". 

Sem carros.

Sem tabaco.

Sem saltos.

Sem dieta.

Sem carne.

Sem tabus.

Sem compras.

Sem sacos.

E eu pergunto: para quando um dia sem telemóvel/pc?

Um dia sem palas na cara. Um dia para olharmos apenas para quem nos rodeia. Um dia para erguermos a cabeça e olhar para as árvores, para o céu, para o mundo. Um dia para falarmos uns com os outros. Um dia para ocuparmos as mãos a apanhar flores ou apenas para agarrar as mãos de quem amamos e de quem nos ama. Um dia para ouvirmos o mar, o vento, a chuva, as pessoas.

E seria pedir muito que esse dia fosse mensal? Se calhar já estou a esticar demasiado a corda.

Um dia. É só o que eu sugiro.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

3 panos nojentos após limpar os vidros de 4 janelas.

Não te lembres de os limpar com mais frequência, não! 

(o resto fica para amanhã que também não fogem)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

o dia da culpa

23.01.15

O dia das limpezas é o dia da culpa.

Vou aspirar e deixo-o com o dvd dos Caricas (mas claro que não demoro apenas 30 minutos). Enquanto aspiro, ele chama-me 777 vezes e eu refilo com ele por causa disso. Ele espalha brinquedos pela sala e eu reclamo com ele. Volto a arrumar os brinquedos para aspirar. Ele espalha novamente brinquedos na sala antes de eu lavar o chão. Eu reclamo com ele. Volto a arrumar os brinquedos para lavar o chão. Vamos para o quarto para o chão da sala secar. Mas ainda não é desta que brinco com ele, tenho coisas para arrumar.

Olho para as horas e já são horas de fazer o almoço. Fazemos apenas um puzzle. Vou para a cozinha. Ele chama-me mais umas 55 vezes, ora porque um brinquedo não toca, ora porque não encontra o boneco, ora porque não chega a um brinquedo. Eu reclamo com ele e desta boca sai "a mãe agora não pode" umas quantas vezes. Depois de almoço, lavar a loiça e limpar a cozinha. É hora da sesta...

A sra. d. culpa apodera-se de mim, toda eu sou culpa da cabeça aos pés. Quando ele acordar, leva um ataque de beijos, abraços e cócegas até me dizer "Deixa, mãe! Deixa o nino, mãe!".

Autoria e outros dados (tags, etc)

Para quem está em casa com os filhos, estes dias de inverno exigem imaginação e criatividade. Eu sei que não estou a dar novidade nenhuma, mas apeteceu-me escrever sobre isto. Tento fazer com que ele esteja sempre ocupado, sem ser a olhar para a tv e que faça uma coisa nova todos os dias. Por vezes, fico frustrada porque há brincadeiras que ele não liga nenhuma, ou então há atividades em que eu demoro mais tempo a montar o 'estaminé' e a limpar do que ele a fazê-la, porque passado pouquíssimos minutos diz "nã qué mais!".

IMG_8641.JPG

IMG_8794.JPGcolocar elásticos num rolo de papel 

IMG_8876.JPGesta foi uma das frustrações: pintou este bocadinho de concha e disse que não queria mais...

 

IMG_8879.JPG

IMG_8859.JPG

festa de anos ao Mickey, com direito a bolo, bolachas de plasticina e luzes apagadas! Adorou!!! Tivemos de cantar umas 5 vezes. Desculpa lá, Mickey, ficaste uns 5 anos mais velho. :P 

 

bolas areia.jpg

procurar as bolas enterradas na areia da lua

Autoria e outros dados (tags, etc)

É oficial: estou cansada, estou exausta.

O filho está quase bom, mas ficou mauzinho. Parece que ficou com os fusíveis queimados por ter estado doente. Está terrível. Só faz asneiras, atira os brinquedos, bate-me, dá pontapés na árvore de natal, nos móveis e até em mim. Não faço ideia onde é que ele foi buscar esta de dar pontapés. E eu chego a um ponto que já não sei o que fazer: se ignoro para não alimentar o mau comportamento; se ralho com calma; se ralho aos gritos; se dou uma palmada (evito mesmo, se eu digo-lhe que não se bate...); se o ponho de castigo. Parece que nada está a funcionar. Não sei se foi do mimo destes dias ou talvez esteja assim porque ainda está com pouca paciência por não estar a 100%... sei lá. Só sei que hoje estou exausta.

Agora que ele está na cama e o marido foi para a bola, vou agarrar num copo de vinho e ver com olhos de ver o belo site que nasceu hoje: http://mariacapaz.pt/

Quem me faz companhia?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

coisas de mãe

12.12.14

Culpa. Um sentimento que persegue as mães todos os dias.

É o que eu sinto agora.

O ranho é pouco e é líquido, mas parecia que estava com dificuldades em respirar e por descargo de consciência fui aspirar-lhe o nariz antes de dormir. Resultado: enervou-se, ficou agoniado e vomitou um bocado da sopa.

Se eu nao o tivesse feito, ficaria a remoer, que devia ter aspirado.

irra que isto de ser mãe é mesmo complicado, ainda mais quando os filhos ficam doentes.

Autoria e outros dados (tags, etc)

No seguimento do post de ontem... quem é que teve a lata de ir almoçar sushi com os colegas de trabalho e ainda por cima dizer-me? O meu rico querido marido! Não sabe ficar calado, o santinho!!! Só apetece agarrar-me ao pescoço dele, vai-se lá saber por quê.........

mulher_brava.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)




Comentários recentes