Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Falta uma semana. Uma semana para começarmos uma nova vida, um novo ciclo. Pelo menos é isso que eu sinto.

Daqui a uma semana, o meu filho vai para o infantário. Como já disse aqui, é apenas a meio tempo, mas começo a ficar com dores de barriga. Se já tive dias em que me senti desejosa que ele fosse (dias de birra... dele e minhas), a verdade é que nos últimos dias tem-me dado para o sentimento. Só de pensar fico com um nó na garganta. Tenho medo que ele não goste (tem bom remédio, volta para junto de mim!), mas tenho principalmente medo que algum menino lhe faça mal. Tenho medo, ponto.

Autoria e outros dados (tags, etc)


6 comentários

Imagem de perfil

De green.eyes a 25.08.2015 às 15:02

E porquê que ele não vai gostar ??
Um infantário é um local feito para as crianças se sentirem bem ... é o sitio ideal para brincar com outras crianças e aprender a partilhar ...

Acho que não te devias desgastar a pensar nisso ... vais ver que vai correr tudo bem ...

São casos esporádicos as crianças que não se adaptam ao infantário ... e mesmo quando os pais saem e eles ficam a chorar ... 3/4/5 minutos de pois já brincam e riem ... o choro por norma é apenas uma forma de chamar a atenção ...
Imagem de perfil

De pequenosencantos a 25.08.2015 às 18:53

eu sei mas coração de mãe é assim.
Imagem de perfil

De omeumaiorsonho a 25.08.2015 às 17:06

Vai correr tudo bem por norma nós ficamos mais ansiosas que eles!!
Imagem de perfil

De Niki a 26.08.2015 às 08:40

Vai correr tudo bem.

Quanto a outro menino fazer mal ao teu... será sempre aquelas brigas inocentes, as educadoras e auxiliares andam sempre a vigiar e não aceitam gozos, brigas e descriminação.
O problema é quando eles forem para o 1º ciclo ai sim o nosso coração vai ficar apertado.
Falo por mim que vou por a M no público no pré-escolar com 5 anos... para se ir adaptando a escola onde vai frequentar o primeiro ciclo.... e essa mudança sim para mim é que me vai fazer dores de barriga.
Porque até agora sempre vi na creche que ela está um lugar seguro e feliz.
Imagem de perfil

De Catarina a 26.08.2015 às 10:22

O meu Guilherme foi para a pré-escola com 3 anos, até essa idade ficou sempre com a avó.
Podem passar muitos anos mas nunca me hei-de esquecer do primeiro dia da pré. Fui deixa-lo as 9H e ele começou a gritar, a educadora teve que o agarrar e mandar-me embora, ele esperneava tanto que eu pensei que ele ia bater na educadora.
Saí da escolar a sentir-me perdida. Um pouco depois passou uma vizinha que me disse que quando foi deixar a neta, que andava na mesma sala, a educadora só abriu uma brechazinha da porta porque o meu menino queria fugir.
Esperei ansiosamente pelo meio dia para o ir buscar, as horas pareciam que não passavam.
Ainda não eram 12H e já eu estava a espera à porta da escolar, fui a primeira mãe a entrar e qual o meu espanto quando me deparo com um menino todo contente. Estava tão feliz que nem queria vir embora. No dia seguinte entrou todo feliz da vida e assim continuou durante o resto do ano.
Tive uma colega que a filha chorava e chorava. As educadoras explicaram-lhe que ela só chorava enquanto a mãe estava. Então a minha colega fez a experiencia de ficar à espreita depois de a deixar. Assim que a mãe saiu da sala, ela calou-se e começou logo a brincar com os outros, toda contente.
Nós sofremos por eles mas eles em geral adoram.

Boa sorte
Imagem de perfil

De pequenosencantos a 26.08.2015 às 15:11

Ainda bem que acabou por correr bem. Depende mesmo de criança para criança.
Como contei num post anterior, quando lá fomos, ele nem queria vir-se embora, eu e o pai simulámos que íamos embora e ele ficou na boa, nem quis saber de nós! Espero que assim seja quando for a sério (mas que queira vir quando eu o for buscar, senão vou para o psiquiatra!).

Comentar post





Comentários recentes